Antes de deixar o nosso site, leia com atenção:

O que você acha de receber um Ebook/Mini Curso Gratuito sobre Imóveis em Orlando?

Para acessar inscreva-se
Atendimento
Atendimento
Quem Somos

Quem Somos

Olá,

Tudo bem?

Meu nome é Carlos Schröer. Mais conhecido como o Brasileiro sem Fronteiras!

Sou economista formado pela PUCRS. Mas isso, realmente, não quer dizer nada!

A minha intenção com esse site é ser EXTREMAMENTE INFORMAL, ou seja, passar uma noção básica sobre Investimentos Internacionais a todos os Brasileiros que não tiveram a oportunidade de se aprofundar sobre o tema, sendo em suas graduações ou em suas leituras de uma forma simples, com uma linguagem simples.

Quero ser diferente de outros sites que falam sobre o mesmo tema. Quero ser muito simples no modo de escrever e muito direto ao ponto.

Quero passar o meu conhecimento como se tivesse falando com você em uma MESA DE BAR. Mesa de bar??????  Como assim????

Isso mesmo!!!! Eu não sou escritor ou grande autor de Best Seller. Sou uma pessoa normal, como você, mas que tem ótimas dicas para passar!

Quero ser seu amigo! Vamos falar como se a gente estivesse conversando mesmo em uma mesa de bar! Trocando informações e dicas sobre o Mercado de Investimentos Internacionais!

O que você acha? Não é legal????

Bom, vou começar contando a você um pouco da minha história para que você entenda o porquê de eu estar aqui criando uma CAUSA.

Sim, isso não é apenas um Site de Investimentos como os outros que você vê por aí. 

Eu mesmo já entrei em vários sites e todos eles têm um único objetivo, criar lista de emails!

Claro que todas as empresas precisam de clientes! Eu também! Preciso vender meus produtos, sejam eles Imóveis, Cursos, Investimentos, Ebooks, etc.

E vou ensinar a VOCÊ como FAZER O MESMO!!!!

Mas sou sincero, até demais as vezes.

Eu realmente quero te ajudar. Quero ajudar a todos os Brasileiros que eu puder…

Bom, para você entender melhor o que estou falando, vamos começar com uma pequena história:

A verdade é que eu nem sempre fui uma pessoa que conseguia enxergar a real situação de calamidade financeira e social atual do Brasil e, muito menos, ter noção do que isso representava mundialmente em termos de criação e proteção do meu patrimônio….

A minha primeira formação acadêmica foi um Bacharelado em Turismo, pois com 17 anos de idade não tinha a menor ideia do que fazer…

Porém, sabia que o Brasil era pouco pra mim! Eu queria conhecer o mundo. Outros países e culturas me fascinavam! Sabia desde então que estávamos atrasados em vários sentidos…

Eu queria entender como e porque…

Veio o primeiro desafio! Não sabia formar uma frase em inglês! A necessidade de aprender inglês era vital…

Hoje com a Internet e com cursos online de inglês é possível aprender o essencial em meses!

Naquela época, não existia outra opção a não ser cursos tradicionais de 5 anos, os quais enrolam muito como uma novela da Globo, hehehe, para ficar tirando dinheiro de você o máximo que der.

Parecia uma eternidade… Mas, como não tinha outra opção, baixei a cabeça e estudei…

Foi então que em meio a faculdade de Turismo, não estudei somente inglês!!! Estudei Inglês, Espanhol e Alemão!

Mais tarde, anos depois ainda me aventurei no Francês! Sim, vale a pena estudar outras línguas. Nem imagino como seria a minha vida se eu não soubesse inglês fluente.

Bom, fazendo todos esses cursos, fui percebendo como somos tão afastados de outros países, principalmente por vivermos em um país com tamanho continental e, por motivos culturais, com pouco acesso a outros países. Falamos apenas um idioma, e esse é falado apenas em Portugal e outros países insignificantes.

Durante a faculdade, também percebi que o ensino tradicional no Bacharelado não ensina a ganhar dinheiro, e por isso, fui atrás de outros cursos.

 Fiz um curso técnico em Transações Imobiliárias para me tornar um Corretor de Imóveis. Acreditava que isso me traria capital para os meus negócios. Acabei trabalhando 14 anos na área.

SIM, tenho experiência com venda de imóveis. Não me arrependo, pois foi trabalhando nesse mercado que eu adquiri um conhecimento prático e profundo em investimentos imobiliários.

Mas, definitivamente, foi a leitura de livros específicos de empreendedorismo, marketing digital, economia, finanças e investimentos que abriram a minha cabeça para uma nova forma de pensar…

Ao longo dos meus Ebooks, indico onde estudar todos esses mercados através de links de cursos online.

Foi através desses estudos que enxerguei a possibilidade de ter um novo estilo de vida…

Algo que poucas pessoas atingem na vida, mas que sim, está no alcance de todos que se concentram para que isso aconteça.

Estou falando de alcançar a INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA.

O que é isso? De uma forma simples: Independência Financeira é ganhar uma renda passiva  que sobrepõem teus custos mensais, ou seja, paga o que tu gastas. Tu não precisas ser milionário. Apenas precisa ganhar, sem trabalhar, mais do que tu gastas. Pronto! De onde eu tirei isso?

Tudo começou quando eu li o livro Pai Rico Pai Pobre, do Robert Kiyosaki, um livro simples, de fácil leitura que conta a história de um menino que era educado por dois pais, um biológico funcionário público com alto grau de educação que vivia com o seu salário de classe média e outro que era empresário com pouca educação mas, que era o que ele considerava o seu "Pai Rico", o qual ele pedia conselhos de investimentos e empreendedorismo.

Por mais simples que esse livro seja, ele realmente abriu a minha cabeça e a partir dali decidi que eu nunca iria ter um "emprego seguro” e que eu iria buscar a minha independência financeira através dos meus negócios e investimentos, não importando quanto tempo isso demorasse e o quão difícil fosse.

Claro, não é fácil… Não é para todo mundo! Eu sei! Quem disse que seria?…

Tentei empreender em diversas áreas, construí casas, tive uma pequena imobiliária, um jornal imobiliário de pequena circulação, site de venda de hotéis, etc. Alguns deram certos e outros fizeram um roubo nas minhas contas….

Acabava que eu vivia quebrado, sempre procurando o próximo negócio, aquele  que mudaria essa situação…

Em 2008, depois de ter voltado de um intercambio nos EUA, resolvi fazer outra graduação. Loucura enfrentar mais 4 anos de faculdade. Mas sim, fui lá e fiz: ECONOMIA!!!!

Com certeza, esse curso soava melhor ao meus ouvidos, te abre a cabeça para muita coisa, mas ainda sim, não te ensina a ganhar dinheiro…

Por mais que eu ache que hoje, uma graduação é desnecessária para atingir seus objetivos financeiros, ao menos essa faculdade me abriu muito a cabeça.

Comecei a entender como o CAPITAL movia o mundo, a sociedade, a política, o mercado financeiro, etc.

Comecei a entender como e porque cada país e sociedade funciona como se fosse um organismo vivo que deixa de funcionar sem o seu sangue circulando, ou seja, seu capital circulando entre seus principais órgãos.

Tudo estava ficando claro para mim e eu tinha decido trabalhar com investimento imobiliários. Nada melhor do que ajudar empresários e investidores a multiplicar seus patrimônio, certo?

Saia na frente de outros corretores por entender um pouco mais sobre investimentos…

Além de transações imobiliárias e Economia, eu já tinha feito DIVERSOS cursos em finanças e mercado financeiro. Isso me ajudava a lidar com grandes empresários.

Até que em 2013 veio uma crise no mercado imobiliário. Sim, a crise começou antes da COPA DO MUNDO do Brasil. Pouca gente percebeu, mas tudo começou em 2013 no primeiro governo Dilma. Eu percebi essa crise pois sofria com a dificuldade em vender imóveis. Comecei a perceber a falta de liquidez no mercado.  O Brasil estava com problemas. Não entendia bem o problema no começo. Mas, eu tinha que entender ele para poder contornar a situação.

Foi então que eu me interessei mais por política…. Comecei a estudar como a política influenciava na economia e fiquei APAVORADO com o que aprendi sobre os GOVERNOS DE ESQUERDA POPULISTA!!!!

Como todo o país de Governo esquerdista populista, o Brasil estava indo para o buraco gastando mais do que arrecadava com programas sociais. Eu tinha que me antecipar. Tinha que dar uma solução para os meus investidores.

Decidi me especializar em Investimentos Internacionais no começo de 2014 para dar uma alternativa aos meus investidores que não concordavam com o Governo Dilma, investidores sofisticados que já buscavam deixar uma parte de seu patrimônio em países com moedas fortes. 

O pequeno detalhe é que nesse período que comecei a estudar o mercado internacional até os dias de hoje, o dólar foi de 2,20 até 4,20, chegando a voltar agora nesse momento a 3,30. Que pequena oscilação não é mesmo?

Pois é, seu patrimônio oscilou 52% em 3 anos. Ah, mas eu não gastei nada, não vendi meus imóveis e não viajei para o exterior. E dai? Você comprou pão, não comprou? Pão é apenas um exemplo de que nós, brasileiros, compramos artigos vindos do exterior, e sim, temos que pagar eles em DÓLAR! Portanto meu amigo, seu poder de compra diminuiu SIM.

Bom, continuando, comecei com investimentos em imóveis na Flórida! Imóvel é um investimento simples e ainda mais em dólar no país mais seguro do mundo. Achei que não tinha erro!

Foi então que veio a COPA DO MUNDO e o Brasil parou por um mês, logo depois veio a reeleição, e a crise se espalhou. Com tudo isso me abalando, no dia que a Dilma se reelegeu, eu decidi mudar para a Florida por um tempo, pois não aguentava mais.  Foi a gota d’água. Tinha que buscar informações, me especializar, trazer opções de investimentos, tudo que eu pudesse para ajudar aos Brasileiros a proteger seus patrimônios contra os governos esquerdistas.

Foi então que em Outubro de 2017 decidi voltar ao Brasil e criar o Aluguel em Dólar, o Renda em Dólar, Comissão em Dólar e o Brasileiro Sem Fronteiras…  Mas por que eu voltei? Faz sentido?

Sim, faz! Tenho um propósito com isso tudo. Decidi criar uma CAUSA. Estou aqui para trazer, através da minha experiência e dos meus contatos que obtive nesses anos, todo o tipo de informação sobre investimentos internacionais, aspectos jurídicos e tributários, imigração e residência fiscal e, desta forma, distribuir entre todos os Brasileiros que quiserem entender como o resto mundo funciona fora das nossas fronteiras.

O que eu quero dizer é que não precisamos ter todo o nosso patrimônio em uma moeda fraca e instável como o Real. Sim, o REAL é considerado uma moeda EXÓTICA! Ainda mais em uma jurisdição com uma instabilidade jurídica e política como o Brasil. Vale a pena arriscar todo o seu patrimônio aqui? Nós temos um problema muito sério no Brasil. Cabe cada um de nós decidir o que fazer..

Não estou aqui para falar de todos os problemas do Brasil, até porque isso não caberia em um livro, muito menos nesse Ebook. Mas, posso resumir como o Brasil é visto lá fora e quais são as críticas feitas ao nosso governo.

Não sou uma pessoa que fica em cima do muro, realmente deixo a minha opinião onde passo. Portanto, não vou me esconder aqui. Como morei 5 anos nos EUA e lá passei assistindo ao noticiário que criticava governos de Esquerda, aprendi a analisar o contraste entre os EUA, um país de direita capitalista liberal contra países de esquerda populista. 

Ah, mas os EUA tem o partido de esquerda!!! Os Democratas. Claro que sim! Mas nem vamos entrar na discussão de comparar Lula ou Dilma com o Barack Obama, né? PIADA!!!!!

O Brasil teve fases com governos das duas frentes. Não vou nem entrar no assunto de quem é corrupto, pois acredito que os políticos brasileiros foram favorecidos pelo sistema nas últimas décadas e, desta forma, a corrupção é meramente uma consequência do sistema desorganizado. E vários foram os momentos vividos pelo Brasil envolvendo crises financeiras e políticas, entre eles a ditadura, o congelamento de contas bancárias, mudanças de moedas, inflação extremamente alta e dívidas internacionais que temos sim que levar em consideração. Porém, existe um fato que divide a água do vinho. 

A maneira de governar dos partidos de Esquerda, que é SIM equivocada e agride a sociedade capitalista, principalmente o setor privado e consequentemente os trabalhadores.

A estratégia desses partidos é ter um líder do “povo”, carismático para que esse possa angariar apoio da massa e ganhar a eleição.

Ganhando e eleição e assumindo o poder, tais partidos aumentam os gastos públicos, não se importando com o aumento da dívida pública, no objetivo de fazer programas sociais para o seu eleitor ("o povo") e, desta forma, se perpetuar no poder. A principio, há uma transferência de riqueza do setor privado para classes baixas, dando uma sensação inicial de bem estar, mas logo em seguida, as contas públicas não fecham e há necessidade de aumentar impostos para que se cubram os gastos.

Assim, ocorre uma queda na produção e, consequentemente, crises econômicas. Mesmo assim, a dívida pública continua a aumentar, pois os gastos normalmente não são controlados e a situação obviamente sai do controle.Já em 2012 a economia brasileira cresceu apenas 0,9% e em 2013 a população saia nas ruas pedindo condições melhores de serviços públicos e protestando contra a corrupção.

Claro que isso é uma forma extremamente simplista de explicar os problemas. Mas se apenas 60% dos brasileiros soubessem isso, com certeza o Brasil estaria melhor, não é?

Bom, vamos para o que aconteceu então…

O PIB (Produto Interno Bruto) de 2010 foi de 7,5%, o melhor desempenho em 25 anos. Isso aconteceu não pelo "maravilhoso" governo LULA, claro que não, mas pelo incrível crescimento da China na década passada, o qual puxou todos os países exportadores de commodities. Porém, o que aconteceu de 2010 para cá? A China diminuiu o ritmo e os problemas começaram a aparecer.

Mas, o que aconteceu? Simples, o governo brasileiro gastava mais do que arrecadava e ainda de uma forma incoerente. Programas sociais não vão resolver a situação do Brasil. Esses programas servem para angariar votos!

A carga tributária em cima do setor privado chega a 58% sobre a folha de pagamento, uma das mais pesadas do mundo. Aliviar impostos sobre o setor privado faria esse crescer.

Os gastos com infra estrutura estão abaixo da média mundial. O Brasil gasta apenas 1,5% do PIB contra 3,8% do resto do mundo. Para onde vai esse dinheiro?

O Brasil necessita de reformas em diversas áreas, e não é por falta de avisos. 

Não é de agora que revistas de economia renomadas vêem criticando o Brasil pela suas gestões descontroladas.

Os impostos no Brasil representam 36% do PIB e os gastos públicos são por lei proibidos de serem geridos de uma forma mais eficiente, pois 90% deles estão engessados em diversas leis protecionistas.

Vários Estados da União estão completamente quebrados e não estão mais pagando em dia o funcionalismo público. 

Bom, se eu não pago os policiais, bombeiros, professores, médicos, etc, você acha que eles vão trabalhar? 

Ou você acha que eles farão algum tipo de bico para pagarem as suas contas? Mas peraí, se os policiais não trabalharem como fica a segurança pública? A união vai mandar o exército para as ruas?

Se o Estado não honrar as suas dívidas com a União, a União não repassa os tributos para o Estados e isso se torna um ciclo até que toda a União é afetada e o País quebra sim!Co

Bom, é simples, se eu tenho um custo que eu NÃO posso diminuir por LEI e a minha renda está diminuindo a cada ano é óbvio que vai chegar uma hora que eu vou dever tanto que não terei condições de honrar as minhas dívidas, correto?

Mas se eu tenho uma impressora de Reais em casa! Ora? Você sabia disso?

Sim, o Brasil tem dívida interna alta! Dívida com os Brasileiros!! Não externa, com os estrangeiros! O Brasil vai pagar em Reais! Pode muito bem imprimir Reais e ir pagando a dívida.

Isso pode? É certo?  Pode! Não é correto! Isso dispararia a inflação e o dólar e despencaria a confiança do investidor estrangeiro no Brasil jogando a bolsa de valores para níveis extremamente baixos. Seria desastroso.

Então o que podemos fazer? Podemos mudar o Brasil? Muitos acreditam que sim! Sonham com uma safra nova de políticos e heróis da nação! 

Convenhamos, eu não! Esse é o fardo do Brasil. Talvez a situação mude, mas não estaremos vivos para ver isso! Ponto Final!

Estamos a beira de uma eleição que pode colocar frente a frente a extrema esquerda e a extrema direita no segundo turno. Tem algo pior que isso para o seu patrimônio?

Você quer ficar dependendo de outros brasileiros sem cultura? Esses que não tem noção do que está acontecendo, estão vendo novela e pensando no próximo carnaval, mas têm o poder de influenciar sim na construção e principalmente na proteção de tudo que você tem, votando em quem eles quiserem.

Acredito que não! Você está cansado disso, né?  Se você se sente assim, quero dizer que não precisa pensar dessa maneira. 

Podemos fazer algo a respeito e mudar nossa vida para proteger nosso patrimônio de leis, sanções, impostos, oscilações cambiais, corrupção e deixar ele sendo gerido em jurisdições adequadas para cada tipo de investimento e em MOEDAS fortes.

Eu tenho a solução e ela está no conteúdo desse site! Aproveite!

Um abraço!

Carlos Schröer.

Schröer Participações Societárias LTDA - CORECON/RS 7922 - CRECI/RS 23.784 J


Disclosure: Elaborado por profissionais independentes em parceria com a CS INVESTIMENTOS, este conteúdo está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de nossos clientes e leitores. As informações dispostas no conteúdo de nosso site, cursos e ebooks refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais de profissionais. O conteúdo utilizado está pautado na liberdade de expressão e possui caráter meramente informativo, não representando quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros. O estudo é baseado em informações disponíveis ao público, consideradas confiáveis na data de sua publicação. Referido conteúdo nasce de estimativas e está sujeito a mudanças. As informações contidas neste conteúdo têm como propósito fomentar o debate e a educação de nossos leitores e clientes e, esses devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias.

DEIXE AQUI SEU EMAIL PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE O INVESTIMENTOS INTERNACIONAIS